Ir para conteúdo principal
Entrar pesquisar
Entrar E-books & etc

Edição 37

Postado dia 27 de agosto de 2015 por Administrador

Noiva com atitude

 

Capa-Noivas-edição-37O vestido de noiva nem sempre foi branco. As mulheres se casavam de vermelho, azul, verde… A cor pouco importava e a roupa, com certeza, era usada muitas vezes depois. Por incrível que pareça, o preto era uma cor usual para as moças casadoiras. Inclusive, na Espanha do século XVI, a noiva deveria usar preto por obediência à Igreja.

A origem do vestido branco não é muito exata. Registros indicam que a rainha Mary Stuart, da Escócia, casou com a cor no século XVI para homenagear a família de sua mãe, que tinha o branco no brasão. Um século depois, Maria de Médici usou uma vestimenta branca, com dourado e decote quadrado, causando rebuliço na corte francesa. Diz-se que ela se rebelou contra a estética religiosa que indicava o uso de cores escuras e vestidos fechados até o pescoço.
Mas o romantismo faz com que muitos atribuam a origem do uso do branco para noiva à rainha Vitória, da Inglaterra, no século XIX. Isso porque ela foi uma das primeiras nobres a se casar por amor e em um esplendoroso vestido e véu brancos e sem coroa, o que também foi inédito. Dizem que ela escolheu a cor exatamente por não ser muito usada em casamento; ela quis fugir do padrão. O motivo da escolha também teve fundo político: devido ao desenvolvimento industrial, as rendas passaram a ser bordadas em máquinas, deixando muitos artesãos desempregados. Assim, a rainha empregou artesãs para trabalhar para ela por alguns meses. A rainha Vitória foi uma noiva engajada e de atitude.

Pensando em noivas como ela, realizamos o editorial clicado pela Renata Xavier. A proposta foi dar um empurrãozinho para aquela noiva que está à procura de um look diferente e mostrar que preto pode, sim. Na verdade, acreditamos que vale sempre a pena realizar os seus desejos e casar do jeito que você sempre quis. Melhor ainda quando para isso é necessário sair do padrão. A gente vibra com o belo e o belo não precisa (nem deve) ser sempre igual. É muito bom receber casamentos diferentes, autênticos e se deparar com noivas que casam sendo elas mesmas, respeitando a sua essência. Então, se você ama preto, traz a sua cor preferida, sem medo de ser feliz, para o dia mais importante da sua vida!

Particularmente, adorei essa produção, ainda mais porque as estilistas compraram a ideia. A querida Aline Ciafrino, por exemplo, fez vestidos especialmente para a pauta (AMO!). Ficaram tão lindos que o look black total foi o escolhido para a capa. Mas, como somos uma publicação democrática, temos inspirações para todos os estilos, da noiva minimalista à fashion. Em Beleza, Eduardo Jônata comemora os seus cinco anos de carreira com cinco propostas de cabelo e make para noiva. Ficou uma graça e fico muito feliz de ver o sucesso de um profissional tão alto-astral.

A maquiadora Alline Rosa dá dicas de batom para o dia do ‘sim’ e Daniel Wagner criou dois lindos looks românticos para a atriz Giselle Prattes. Um luxo! Como pode ver, referências para você ser a noiva mais linda do mundo não faltam nas próximas páginas. Também pensamos em você para deixar a sua seção preferida (Histórias de Casamentos) ainda mais interessante. Criamos mais espaço para fotos inspiradoras e dicas – sempre – importantes!

Como já virou tradição, reunimos os melhores fornecedores da Região Serrana num guia informativo e repleto de dicas! Eu defendo com unhas e dentes casar na Serra. Sou petropolitana de coração, moro atualmente nessa cidade encantadora e casei em Itaipava, à tarde e com festa no jardim. Acho um charme casamentos na Serra, principalmente durante o dia. Aproveite a leitura e confira o conteúdo extra no euamocasamento.com. Até a próxima!

lu-150x150

 

Luciana Bittencourt
Editora-chefe