Ir para conteúdo principal
Entrar pesquisar
Entrar E-books & etc

Home wedding cheio de romantismo como a noiva imaginava

Postado dia 18 de janeiro de 2018 por Marina Costa
Foto: Marina Fava

Natalia e Ricardo

Não importa a cidade ou o país, o amor de Natalia e Ricardo superou todas os obstáculos para terminar em casamento. Eles se conheceram em Angra dos Reis, começaram a namorar no Rio de Janeiro, enfrentaram a barreira de uma ponte aérea Rio-São Paulo, mas, no fim, passaram a morar juntos em Nova York. Depois de tantas idas e vindas (à pé, de carro e até avião, né?), o casal merecia não só um pedido de noivado incrível no ponto mais alto da Ponte do Brooklyn (lugar preferido dela na Big Apple!), mas também uma linda troca de alianças.

Para um casal acostumado com a distância, uma organização do grande dia não era nada muito difícil. “Foi tudo muito bem pensado. Sem dúvida, nada seria possível sem a ajuda que eu tive da minha mãe. Você tem que ter alguém de muita confiança para tomar decisões por você!”, comenta Natalia. Os noivos até cogitaram casar em Nova Iorque, mas não encontraram um local que atendesse as exigências de horário flexível deles. “Depois que o amigo dos meus pais ofereceu a casa dele, que é tão especial para mim e para os meus pais, não tivemos dúvida que o Brasil era a melhor opção”, explica. O local da celebração foi fundamental para o clima aconchegante do dia, além da organização e décor bem romântico-rústico de Anna Carolina Werneck.

Lar doce lar

Um home wedding pode ser superlegal, mas a decoração precisa se adequar a um lugar que não costuma receber eventos. Mas esse não foi um problema para a cerimonialista e decoradora Anna Carolina Werneck! Segundo a noiva, a adaptação do espaço não trouxe tanta dificuldade porque já tinham rolado os casamentos dos filhos dos donos da casa anteriormente e puderam se basear nisso.

“Queria tudo colorido. Foi o que eu mais falei para a Anna! Como a casa tem muito verde, achei que as flores coloridas iriam sobressair com algo mais rústico. Queria seguir o estilo da casa com muita madeira, palha, etc. Ela entendeu exatamente e fez a decoração ainda mais linda do que  imaginava”, elogia.

 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava

Beleza leve e despojada       

Nada mais compatível para um casamento ao ar livre do que uma make leve e um penteado descontraído! Assinado pela beauty artist Regiane Celye, a noiva queria uma pele bem feita e a sombra puxada para o marrom e dourado. Porém, nas palavras de Natalia, a escolha do cabelo foi bem polêmica.

Ela explica: “As noivas costumam deixar o cabelo crescer para o dia e eu cortei o cabelo uma semana antes do casamento. Meu noivo sempre fala que prefere o meu cabelo curto e eu também me sinto melhor. Nunca me amei de penteado ou coque, então, escolhi colocar flor no cabelo por ter mais a ver com a ocasião”. O resultado ficou moderno e superdescolado!

 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava

Exigência número 1

A fotografia é um dos hobbies preferidos de Natalia. Nada mais justo que uma escolha bem criteriosa para o profissional do grande dia. “Acho que foto é a sua maior lembrança desse dia, então, não pode dar errado. A Marina Fava fotografou o casamento de um casal de amigos que nós fomos padrinhos e eu já conhecia um pouco o trabalho dela. Ela tem o estilo que gosto e consegue captar cada momento com um carinho que parece que ela te conhece há anos”, ressalta.

Cerimônia bem intimista e pessoal

A cerimônia não foi religiosa e os noivos já eram casados no civil. O casal optou, então, por ter um amigo como celebrante e uma abordagem mais descontraída. Para a noiva, a parte mais emocionante foram as palavras do futuro marido, que costuma ser supertímido. “Os votos do Ricardo foram memoráveis. Ele não é muito de se expressar em público e eu não imaginei que seria tão incrível. Muita gente veio falar comigo depois que foi o discurso mais lindo que já tinham visto”, destaca.

 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava

Casamento Natalia e Ricardo realiza em casa de família - Foto Marina Fava 4 (17)

 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava

Sem tradições 

Sabe aquela tradicional primeira dança dos noivos para abrir a pista? O casal deixou as formalidades de lado e decretou: só queria mesmo cair na dança e aproveitar cada segundo. “Não fizemos dança formal porque não é o nosso estilo. Eu falei para o DJ Guga Weigert que queria entrar já explodindo a pista. Foi muito emocionante chegar e ver todo mundo querendo comemorar aquele momento com você”, afirma.

 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava
 Foto: Marina Fava
Foto: Marina Fava

Dica!

“Curta esse momento do seu jeito! Não se prenda a rótulos. É o seu dia! Não existe ‘tem que ser desse jeito’ ou ‘isso não pode faltar’. O casamento é dos noivos, tem que ser tudo do jeito que eles sonharam, de acordo com o estilo e gosto de cada um. O importante é vocês estarem felizes nesse dia, seja como for.”

Serviços

Alianças: joalheiro da família | Aluguel dos itens de decoração: acessórios decorativos Essencial etc., móveis Vimoso, velas e lanternas Eliana Lipiani, toldo River Toldos | Bebidas: Vino Mundi | Bem-casados: Elvira Bona | Bolo: Andrea Schwarz | Bufê: Cecília Borges Buffet | Buquê e grinalda: Orangerie Atelier | Cabelo e maquiagem: Regiane Celye | Caligrafia: Mariana Kertesz | Celebrante: amigo do casal | Cerimonial e decoração: Anna Carolina Werneck | Convidados: 270 pessoas | Convite: prima da noiva | DJ: DJ Guga Weigert | Doces: Barriga de Freira Monica & Naná, Camila Atelier, Cristina Guimarães Gastronomia e Denise do Rego Macedo | Filmagem: Luiz Miranda Fotografia & Vídeo | Flores: Empório Santa Rosa | Fotografia: Marina Fava Fotografia | Iluminação: Double Sync | Joias: brincos herdados da avó da noiva, anel herdado da avó do noivo e colar emprestado pela amiga | Lista de presentes: Zola | Local da cerimônia e da festa: Casa de amigos da família na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro | Manobrista e segurança: Prosegur | Noite de núpcias: Grand Hyatt Rio de Janeiro | Roupa das damas de honra: Nica Kessler | Roupa da mãe da noiva: Badgley Mischka | Roupa da mãe do noivo: Julia Golldenzon | Roupa do noivo: Ricardo Almeida | Sapato: Schutz | Vestido e véu: BHLDN.