Ir para conteúdo principal
Entrar E-books & etc

União na igreja e com festa intimista durante a tarde

Postado dia 23 de outubro de 2015 por Nathalia

Através de amigos em comum, as vidas de Maria Claudia e Fernando se cruzaram, e uma linda história de amor começou. As coisas foram ficando cada vez mais sérias e ele decidiu que era hora de pedir Maria Claudia em casamento. “Eu não esperava. Ele me pediu no Ano Novo, na frente das nossas famílias. Todo mundo recebeu a notícia ao mesmo tempo”, relembra a recém-casada. Apesar de confessar que a “ficha demorou a cair”, a primeira escolha como noiva foi pela Igreja São José. Contando com o apoio da mãe, Maria Claudia tinha certeza de uma coisa: queria se casar durante o dia. “Não queria um casamento à noite, de festa de gala. Queria que fosse um encontro à tarde, de amigos e pessoas queridas”, justifica.

A próxima providência foi contratar o bufê de Ecila Antunes. “Escolhi logo de cara. Minha mãe a conhece e adora o serviço dela”, afirma. Outro destaque, segundo Maria Claudia, foi o bolo de Dirce Correa. “Provei o bolo dela e achei maravilhoso. Dona Dirce acertou em cheio. Eu não queria nada enfeitado nem muito romântico. Escolhi recheios simples e cada andar com uma estampa diferente”, comenta.

Maria Claudia admite que adorou ajudar na criação do próprio vestido de noiva. “Desde o início, já estava com a ideia na cabeça. Queria listrado em cima, com plissado”, diz. “Não fiquei muito nervosa, mas, como fiz em cima da hora, tive medo de não dar tempo. Que prazeroso participar desse processo!”, acrescenta. Como costuma acontecer com as noivas, Maria Claudia não chegou na hora certa e se arrepende um pouco disso. “Acabou que não tirei fotos com várias pessoas e senti falta depois. Gostaria de ter sido mais pontual, para ter tido mais tempo”, esclarece a noiva.

Em uma tarde pra lá de romântica, Maria Claudia – que usou um broche da falecida avó na cabeça – e Fernando trocaram alianças na frente de 300 convidados. O ápice da cerimônia a noiva não vai esquecer jamais. “Quando o celebrante falou: ‘que venha o abraço’ foi lindo. Ele não falou: ‘pode beijar a noiva’. Ele inovou”, lembra-se. Depois, veio o momento da diversão. Na festa do casal, a animação tomou conta da pista de dança. “Gostei de ver todo mundo, de todas as idades dançando. Achei incrível”, diz Maria Claudia.

Mas não foram só adultos que se divertiam no casamento. Os dois reservaram um ambiente para a criançada se entreter enquanto os pais curtiam à vontade. “Eu tinha nove daminhas e vários sobrinhos. Na garagem, colocamos sofá, TV, lápis e papel para eles. Improvisamos de última hora e deu certo”, finaliza. Fica a dica!

Dica!

“Faça uma lista das pessoas que não podem faltar nas fotos”.

Serviços:

Aluguel de material: toalhas, sousplats e porta-guardanapos da Maison des Soeurs, toldos da Lonarte, móveis da Commemorare e Festah, lustres e velas de Eliana Lipiani | Bolo: Dirce Correa | Bufê: Ecila Antunes Gastronomia Cabelo: Iguatemir Nascimento | Cerimonial: Guilherme Campos Cerimonial | Chocolates: Pati Piva | Decoração: Mônica Cordeiro Guerra | DJ: Lequipe.us | Doces: Bettinha Whyte, Louzieh Doces, Monica Palhares, Muniz Freire, Myrian Aguiar e Nininha Sigrist | Filmagem: Oui Filmes | Flores: Raymundo Basílio | Fotografia: Ribas Foto e Vídeo Grinalda: Denis Linhares | Iluminação: Two Lights | Lembrancinhas: iDBags | Lista de presentes: Elle et Lui Home, Image, Roberto Simões e Tutto per la Casa | Local da cerimônia: Igreja São José | Local da festa: casa da noivaMaquiagem: Ronald Perega | Música: Violinos Mágicos de Murillo Loures | Paisagismo: Raymundo Basílio e plantas e muro inglês da HortoArt | Vestido: Criado pela noiva com Cecilia Duarte, do Atelier Cecilia Duarte.

SERVIÇOS RELACIONADOS:

Paisagismo
HortoArt