Ir para conteúdo principal
Entrar E-books & etc

Escolhendo seu cerimonialista

Postado dia 24 de junho de 2016 por Nathalia

Com o passar dos anos, fui me deparando com perfis de casais cada vez mais distintos. Cada um tinha um foco em determinada coisa: bufê, música, decoração, barman. Mas a dúvida de contratar ou não um cerimonialista sempre pairou. Uns acreditavam precisar desde o início; alguns, do rsvp em diante; outros, somente para o dia. Superada essa primeira fase e com a escolha da “pessoa certa”, apareciam outras dúvidas: meu cerimonialista pode e deve me auxiliar até onde? Até que ponto vão meus direitos e os deveres dele? Posso mandar mensagem o tempo todo? E se ele demorar para responder?

Foi aí que decidi que era muito importante gerenciar as expectativas de cada noiva e de cada casal para que, lá na frente, não acontecesse nenhuma frustração. Desde então, procuro saber que tipo de assessoria precisam, além de me colocar, de forma a ser ou não ser a pessoa certa para eles. Caso eu não seja “o cara” para eles, posso indicar quem seja e que possa melhor atendê-los.

Costumo dizer que existem três tipos de cerimonialista:

Cerimonialista mãe: ela será sua verdadeira confidente. Irá com você a cada canto; verá do vestido ao sabor do chá que será servido na saída; dará palpites em cada detalhe; te aconselhará como mãe nos momentos de dúvidas. Te acalmará nos momentos tensos, e a cada prova de vestido, maquiagem e cabelo, essa pessoa querida estará a seu lado! Mas cuidado! Se seu estilo é inovador, contemporâneo e despojado, esse tipo pode te aconselhar e persuadir a fazer coisas que não são muito você!

Cerimonialista amiga: esta classificação dou para as cerimonialistas que dormem noivas e acordam cerimonialistas! Se apegam ao ofício, pois se encantaram tanto com os preparativos do próprio casamento que querem continuar a sonhar, mesmo que seja o sonho alheio. Acreditam que sua ficha técnica foi tão perfeita, que basta repeti-la e pronto! Eis mais um lindo casamento! Mas lembre-se que duas pessoas não têm o mesmo DNA, muito menos os mesmos gostos e nem tudo que uma adora pode ser perfeito para outra! Outro agravante: ela é tão sua amiga que provavelmente será sua madrinha! E estará na pista, feliz da vida e preocupada em animar a festa em vez de tomar conta dela. Enquanto isso, seu casamento é um barco à deriva.

Cerimonialista “profissa”: se preocupa com prazos, planilhas e tabelas. O interesse é que tudo ocorra na hora certa, da forma certa, com o profissional certo! Faz cronograma, se agarra a ele como uma bíblia e pensa no casamento como um evento, focado em logísticas, bons funcionamentos etc. Seja lá qual for seu desejo, o “profissa” estará pensando, ao mesmo tempo, no conforto e bem-estar dos convidados e em seu casamento como um todo, que deve não só agradar a você, mas a todos os presentes.

Não quero aqui dizer que existe o certo ou errado. Existem, sim, escolhas e opções, além de uma pessoa que deve ficar feliz: você! Então, antes de começar a escolher e visitar os profissionais disponíveis, procure se inteirar do que você espera do cerimonialista e entre segura para dizer “sim” – primeiro ao cerimonial, depois ao noivo!

Foi aí que decidi que era muito importante gerenciar as expectativas de cada noiva e de cada casal para que, lá na frente, não acontecesse nenhuma frustração. Desde então, procuro saber que tipo de assessoria precisam, além de me colocar, de forma a ser ou não ser a pessoa certa para eles. Caso eu não seja “o cara” para eles, posso indicar quem seja e que possa melhor atendê-los.