Ir para conteúdo principal
Entrar E-books & etc

O que vale mais: som ou imagem?

Postado dia 14 de julho de 2017 por Ana Paula Graça

A resposta da noiva após o envio do orçamento pelo DJ foi clara e direta. “Infelizmente esse valor está fora do nosso orçamento. Não pagamos isso para fotografia, por exemplo, que é algo que fica para sempre, né?! Então, caso tenha alguma outra proposta para nos fazer, estaremos abertos para conversar”.

O DJ, então, agradeceu e aproveitou a oportunidade para explicar a ela algo que muitos cerimonialistas, casais de noivos e convidados já sabem, mas que nunca é demais reforçar.

“Oi, obrigado pela resposta e pela oportunidade de te responder. Entendo que, assim como você, outras noivas pensem assim, mas nem todas dão ao DJ a chance de explicar a importância de seu trabalho. Muitas simplesmente desistem do diálogo e vão em busca de um profissional mais barato.

Acredito que o investimento no som da festa seja tão importante quanto o feito na fotogra­fia. Se, como você bem lembrou, a fotografia é algo que ­ fica para sempre, a animação da pista de dança também algo que ­fica para sempre. O trabalho do DJ estará imortalizado nas fotos e vídeos e, principalmente, na lembrança das pessoas. Já imaginou se, ao folhearem o álbum ou se reunirem para ver o vídeo da festa, seus amigos e familiares perceberem uma certa melancolia na pista vazia ou gente dançando como que por obrigação?

Não é muito melhor que, assim como a decoração de bom gosto, o vestido exuberante, a qualidade do cardápio de comes e bebes, a pista também esteja refletindo o que terá sido uma festa nota 10? Para isso, além de se investir em tudo do bom e do melhor nesses itens (que não sobrevivem materialmente para sempre como a foto e o vídeo), não é recompensador investir também em um bom DJ?

Pergunte à sua cerimonialista – não só porque foi ela quem me indicou, mas porque o cerimonial sabe que uma pista desanimada pode trazer uma série de consequências ruins para a festa: convidados impacientes fazendo ­ la pra comer porque não tem ninguém ocupando o espaço da pista; equipe de vídeo tendo que se desdobrar para captar boas imagens da festa que não sejam pessoas sentadas nas mesas ou andando para lá e para cá e, por ­ m, noivos insatisfeitos por criarem uma expectativa que não se con­firmou.

Se você não lembra quando foi o último casamento em que esteve como convidada e dançou a valer, experimente conversar também com outras amigas e ouça relatos de sua experiência – ou leia nas histórias de casamentos das revistas especializadas. Você sempre ouvirá sobre o quanto o papel a ser desempenhado pelo DJ é fundamental.

Além disso, tem um outro aspecto que eu queria ressaltar. É muito grati­ficante perceber que, anos depois, quando as fotos do casório estiverem guardadas com carinho no armário, os convidados ainda estarão comentando a qualidade da música. Você não levará as fotos para qualquer lugar, mas o seu casamento pode virar assunto numa festa de família, num papo de mesa de bar com os amigos ou até mesmo naquele casamento em que você estará como convidada e irão comentar que ‘o seu estava mais animado’.

É por isso que, como acredito queessa ocasião única é para deixar boas lembranças em vocês e também em seus convidados, o investimento no som recompensa.”