Ir para conteúdo principal
Entrar E-books & etc

Saia justa! Roberto Cohen dá dicas para resolver!

Postado dia 16 de outubro de 2015 por Nathalia

Eventos, como o próprio nome diz, é feito de “eventualidades”. Mente quem diz que elas nunca acontecem, pois, convidando ou não… “Murphy” sempre estará presente.

As saias justas fazem parte de todos os casamentos hoje, claro! Com a profusão de detalhes que se multiplicam a cada dia, com certeza algo vai acontecer. O profissional que não souber contorná-las com maestria, sangue frio, genialidade e sem pânico, com certeza deve repensar sua colocação no mercado.

Abaixo, algumas das mais comuns:

Caso: Pais separados que não querem ficar lado a lado no altar.

Solução: Não existe escrito em nenhum lugar do mundo que os pais têm que ficar juntos, muito menos no altar. Nos casamentos anglicanos, por exemplo, pais ficam sentados na primeira fila. Outra opção é cada pai e mãe ficar com seu atual cônjuge, com avós dos noivos, com seus filhos ou até mesmo propor uma troca de casais (pai da noiva com mãe do noivo e vice-versa).

Caso: As pessoas do trabalho sabem que vou casar, mas não posso convidá-las. O que fazer?

Solução: A verdade é a melhor saída. Explique que você tem limitação de espaço. Convide-os para um chope no último dia de trabalho antes do casamento ou leve algumas garrafas de espumante ou cerveja e um bolo ou bem-casados para fazer um brinde com eles. Se o noivo ou noiva puder comparecer, eles se sentirão mais prestigiados ainda.

Caso: Amigos se convidam para ser padrinhos. Como dizer não?

Solução: Alegue que sua família é muito grande e que é tradicional entre vocês colocar todos os parentes como padrinhos e que isso o deixou limitado a pouquíssimos amigos.

Caso: Quero convidar uma amiga para ser madrinha, mas não o marido dela…

Solução: Sugiro algo do gênero: “Tenho tantos padrinhos para convidar que decidi chamar apenas um representante de cada casal. Entrar com outra pessoa te deixa desconfortável?” Nesse caso, você deve deixá-la à vontade para aceitar ou não seu convite.

Caso: A noiva chegou, mas ainda falta uma madrinha ou um casal.

Soluções:

1- Podemos iniciar sem ela e, quando ela chegar, será discretamente acomodada pela sacristia ou pela lateral.

2- O primeiro padrinho a entrar deixa sua madrinha no altar e volta pela lateral para buscar a madrinha sem par.

3- O noivo ou mãe da noiva convidam rapidamente alguém que eles tenham intimidade para preencher essa lacuna.

4- E se ela for a irmã ou irmão da noiva ou do noivo? Nesse caso, melhor perguntar a eles.

 

“As saias justas fazem parte de todos os casamentos. O profissional que não souber contorná-las com maestria, sangue frio, genialidade e sem pânico, com certeza deve repensar sua colocação no mercado”.