Ir para conteúdo principal
Entrar E-books & etc

Preparativos

12 dicas de ouro para casamentos na praia

Postado dia 28 de junho de 2016 por Nathalia

Um visual de tirar o fôlego é uma das atrações de um casamento realizado na praia. Se você tem um estilo mais descontraído, curte o contato com a natureza e quer uma festa pra lá de animada esse tipo de casamento é pra você! Curtiu a ideia, mas não sabe por onde começar a organização do seu grandes dia? Não seja por isso! Separamos as 12 dicas de ouro de profissionais do mercado para te ensinar o caminho das pedras para trocar alianças em um cenário paradisíaco. Confira!

1 – A noiva tem que saber se quer realmente casar na praia. Porque se ela está louca para usar brilhos e tiaras suntuosas, ela não está querendo um casamento praiano. Ela tem que pesquisar muito bem as referências do que curte antes de decidir. (Roberto Cohen, cerimonialista)

2 – Me preocupo em criar make expressivo, mas sem pesar. Substituímos o preto, por exemplo, por marrons mais terrosos, sempre pensando em deixar a maquiagem bonita tanto para o dia, quando acontece a cerimônia, quanto para a noite, quando é realizada a recepção. (Euler de Castro, beauty artist)

3 – Para as noivas que escolhem destacar os lábios com batom colorido, é importante criar harmonia do look como um todo. Geralmente, optamos por cor quanto ela escolhe um visual mais monocromático ou tons pastel nos acessórios, até para equilibrar e proporcionar harmonia no visual. (Euler de Castro, beauty artist)

4 – Casar na praia significa despojamento. Não combina nada com bordados pesados, veludos, tafetás, vestidos estruturados e pesados. O clima, mesmo que esteja friozinho, inspira fluidez. Vestidos leves, transparências e decotes sutis, nas costas ou ombros. (Marta Macedo, estilista da grife Martu)

5 – Flores naturais nos cabelos, sandálias Anabela ou de saltos grossos e até uma rasteira linda de pedrarias ficam incríveis! (Marta Macedo, estilista da grife Martu)

6 – Como a cerimônia começa mais cedo, o sol costuma ser mais forte. Se você não escolhe flores resistentes, elas vão murchar rapidamente e estragar o décor. Apesar de amar, evito rosas, tulipas, copos-de-leite nos casamentos praianos. Prefiro orquídeas, lírios, astromélias, hortênsias, bougainville seco e áster, que ficam bonitas por mais tempo. (Jane Tupinambá, decoradora)

7 – Nada está proibido, mas devemos ter muito bom senso quando decoramos casamentos na praia. Dourado e brilho, por exemplo, não combinam com um ambiente ensolarado e ao ar livre. (Jane Tupinambá, decoradora)

8 – Em Búzios, o vento é especialmente forte entre agosto e novembro, em compensação, chove menos. Então, é importante pensar na proteção do local da festa. Particularmente, sempre aconselho a usar toldo. (Jane Tupinambá, decoradora)

9 – Lembre-se de que um casamento na praia é para quem gosta de cor. Não adiantar ser clássica e escolher verde e branco. Mais uma vez: a noiva que não curte cor está no lugar errado. O casamento na praia pede cor, mas cuidado! Colorido não significa, necessariamente, berrante. E por que deve ser colorido? Porque a paisagem da praia é azul e branca, então, se você não incluir cores, nem que seja tons pastel ou blush, o resultado fotográfico não vai ficar tão legal. (Roberto Cohen, cerimonialista)

10 – Cuidado extra na sonorização e iluminação. Geralmente, espaços ao ar livre precisam de um suporte maior de luz e som. A área é grande, a acústica não favorece e, ao cair do dia, os pontos de luz farão toda a diferença. Certifique-se de contratar uma empresa com experiência. As velas complementam bem! (Raquel Abdu, cerimonialista)

11 – Muita atenção com a comida na praia. Se o casamento começa mais cedo, evite maioneses e molhos mais pesados. Faça um menu que tenha a ver com o clima praiano. Oferecer um welcome drink também é legal. (Roberto Cohen, cerimonialista)

12 – Em um salão fechado, o casamento não costuma demorar mais de cinco horas. Mas, em um espaço ao ar livre, a festa pode chegar a oito ou até dez horas de duração. Por isso, o bufê precisa ser ajustado para essa demanda. É preciso garantir que todos sairão da festa satisfeitos. (Raquel Abdu, cerimonialista)