Ir para conteúdo principal
Entrar E-books & etc

Moda

Vestido princesa volta a ser queridinho? Carol Hungria conta!

Postado dia 20 de março de 2018 por Raquel Gonzalez
Foto: Giovani Garcia/Felipe Lannes

Se você é noiva e sempre sonhou trocar alianças com o tradicional modelo princesa, mas ficava se perguntando se o look estaria fora de moda, ‘flopado’ ou algo do tipo, o EuAmoCasamento.com traz boas notícias! De acordo com a estilista Carol Hungria, o estilo sempre foi atemporal e, depois de um 2017 marcado por vestidos fluidos ou mega justos com modelagem sereia, o princesa se reinventa e ganha forças para ser o queridinho de novo das noivas.

Carol explica que, há algum tempo atrás, optar por um modelo princesa era sinônimo de um vestido clássico e não tão impactante. “Sempre foi lindo, mas dificilmente era a aposta de uma noiva que queria impressionar muito. No entanto, de algumas estações para cá, elas têm me pedido para investir em tendências superatuais e aplicar em shapes bem princesa. Fica incrível, fica atual e não remete em nada aos temidos vestidos ‘bolo’ de alguns anos atrás!”, destaca.

Foto: Jorge e Larissa Ribas Foto e Vídeo
Foto: Jorge e Larissa Ribas Foto e Vídeo
Foto: Jorge e Larissa Ribas Foto e Vídeo
Foto: Jorge e Larissa Ribas Foto e Vídeo

Noivinhas, podem anotar todas as #DicasdaCarol que a estilista tem para vocês!

Medo de ficar caricato? “A dica principal para não errar é saber para qual linha de vestido princesa ela a noiva quer seguir! Podemos trabalhar desde um modelo mais sóbrio e sofisticado em um tecido como a zibeline, como podemos apostar em uma saia de tule incrível para um efeito mais delicado e romântico. Seja qual for a escolha, o truque para deixar o resultado superimprevisível é investir em elementos como bordados manuais esculturais e rendas com muita textura, com estampas diferentes ou com toques de cor, elementos que são tendência para esse ano!”.

Todas podem usar? “Sempre recebo perguntas de noivas mais baixinhas ou gordinhas que querem dicas para usar o modelo sem que ele as desvalorize. No caso das baixinhas, elas podem investir em modelagens que abram a partir da cintura, e deixem com a sensação de pernas alongadas. Para as mais gordinhas, gosto da modelagem mais em A, que vai abrindo um volume bonito na saia que equilibra com a parte de cima. Se ela tiver uma barriguinha, vale também abrir a partir da cintura para disfarçar!”.

Foto: Paulo Cezar Jr
Foto: Paulo Cezar Jr

E os casamentos ao ar livre? “Existe um mito que noivas que optam por casar no campo, na praia ou em alguma ocasião ao ar livre precisam ser contidas no volume ou nos detalhes. Uma solução que eu gosto bastante de usar nesse contexto é investir em elementos que equilibram esse volume todo, como a transparência no corpo e na saia ou a opção de tecidos menos estruturados, como a organza. Se ela quer bordado, podemos mesclar cristais com pérolas, que vão dar bastante textura sem exagerar no brilho”.

E o conforto? “É claro que um modelo com bastante volume não garante o mesmo conforto de um vestido sequinho de mousseline de seda, por exemplo. Mas usamos alguns truques para elas conseguirem aproveitar a festa de uma forma mais confortável. Podemos fazer mangas removíveis, sobressaias que elas tiram após a cerimônia para curtir a festa com um vestido mais sequinho, e o ‘embutimento’ de cauda (feito com fitinhas que se amarram para recolher todo o excesso de cauda que dificultaria para elas dançarem)”.

Foto: Carol Bustorff
Foto: Carol Bustorff
Foto: Carol Bustorff
Foto: Carol Bustorff
Foto: Paulo Cezar Jr
Foto: Paulo Cezar Jr
Foto: Paulo Cezar Jr
Foto: Paulo Cezar Jr
Foto: Paulo Cezar Jr
Foto: Paulo Cezar Jr
Foto: Felipe Lannes
Foto: Felipe Lannes
Foto: Felipe Lannes
Foto: Felipe Lannes
Foto: Giovani Garcia
Foto: Giovani Garcia